curso de

HISTÓRIA DA ARTE CLÁSSICA

Através da análise e da discussão direta das imagens, o objetivo do curso é introduzir o aluno no universo das obras de arte ao longo da história, seus principais artistas, estilos, museus e traçar um panorama cronológico das artes visuais no chamado mundo ocidental.

Aguarde o início da nova turma

Aulas às quartas, das 19h às 21h

Duração de 3 meses

Sobre o curso

  • Aula aberta. Introdução à história da arte e apresentação do curso. Arte da pré-história. Egito. Mesopotâmia.
  • Grécia. A acrópole de Atenas. O Partenon e suas esculturas. Fídias.
  • Roma. A arquitetura romana. O coliseu. O pantheon. Pompéia. A arte dos cristãos primitivos.
  • Idade Média. Os manuscritos religiosos ilustrados. O Românico. O estilo Gótico.
  • Renascimento I – séculos XIV e XV na Itália. A obra de Giotto. Donatello, Brunelleschi, Masaccio. Piero della Francesca. Botticelli.
  • Renascimento II – século XVI na Itália. A obra de Leonardo da Vinci. Michelangelo. Rafael. Ticiano. O maneirismo.
  • Renascimento III – arte no norte da Europa nos séculos XV e XVI. A obra de Jan van Eyck. Albrecht Dürer. Bosch.
  • Barroco I – Itália. O surgimento do estilo barroco na Itália. Caravaggio. Bernini.
  • Barroco II – Europa católica. A obra de Peter Paul Rubens. Velázquez.
  • Barroco III – Holanda. A obra de Frans Hals, Rembrandt e Vermeer.
  • O século XVIII e o estilo Rococó. A obra de Fragonard. Gainsborough.
  • O início do século XIX. Revolução Francesa. A arte de Jacques-Louis David. Goya.
  • Romantismo. A obra de Eugène Delacroix. William Turner.

Programa

curso de

HISTÓRIA DA ARTE MODERNA E CONTEMPORÂNEA

A partir do final do século XIX com o Impressionismo, através de sucessivas rupturas, a arte cada vez mais deixa de ser o ato de produzir coisas belas para se tornar a expressão das opiniões e sentimentos do artista, ao mesmo tempo criando obras com um diálogo mais estreito com a sociedade moderna que emergia. O curso pretende debater estas transformações, bem como suas consequências mais polêmicas na segunda metade do século XX, como a pop art, as performances, instalações, body-art, entre outros.

Nova turma com início em 12 de setembro

Aulas às quartas, das 19h às 21h

Duração de 3 meses

Sobre o curso

  • O que é Arte Moderna? Modernidade e modernismo. Conceitos e exemplos. A arte moderna no nosso cotidiano.
  • Panorama da pintura francesa no século XIX. O realismo. A pintura de Gustave Courbet e Édouard Manet. O impressionismo. A obra de Claude Monet, Pierre-Auguste Renoir e Edgar Degas.
  • Pós-impressionismo. Os desdobramentos da pintura após o impressionismo. Paul Cézanne, Toulouse-Lautrec, Paul Gauguin, Vincent van Gogh, Edvard Munch.
  • Expressionismo. Os primeiros movimentos do início do século XX. O fauvismo. Os grupos Die Brücke e Der Blaue Reiter na Alemanha. A obra de Henri Matisse, Egon Schiele, Wassily Kandinsky.
  • O cubismo. A obra de Pablo Picasso até a Primeira Guerra Mundial. A ascensão do Futurismo italiano.
  • O surgimento da pintura abstrata. Wassily Kandinsky. Piet Mondrian e o movimento De Still. O Suprematismo na Rússia.
  • Dadaísmo e Surrealismo. A obra de Marcel Duchamp, Joan Miró, Salvador Dali e René Magritte.
  • Outras tendências da arte no entre-guerras. A École de Paris. A Nova Objetividade, na Alemanha. Os artistas mexicanos. Pablo Picasso. Frida Kahlo. Marc Chagall. A escultura moderna. Auguste Rodin. Alexander Calder.
  • A pintura abstrata no pós Segunda Guerra Mundial. A ascensão dos Estados Unidos no cenário artístico. A obra de Jackson Pollock. A Pop Art e os seus desdobramentos. O minimalismo. A obra de Andy Warhol, Roy Lichtenstein.
  • Arte conceitual. Performance, instalação, body-art, land art, feminismo, arte Povera. O grupo Fluxus. Joseph Beuys. Yoko Ono.
  • Pós-modernismo. Transvanguarda. Neoexpressionismo. Grafitti art. Jean-Michel Basquiat. Gerhard Richter. Jeff Koons.
  • Tendências contemporâneas. Young British Artists. Damien Hirst.
Programa

curso de

HISTÓRIA DA ARTE BRASILEIRA

O curso pretende, através da análise e da discussão direta das imagens das obras, traçar um panorama cronológico das artes visuais no Brasil, bem como dos contextos culturais, históricos e sociais dos diversos períodos da história do país.

Aguarde o início da nova turma

Aulas às quartas, das 19h às 21h

Duração de 3 meses

Sobre o curso

  • Introdução; apresentação do curso; definição de arte brasileira.
  • A arte da pré-história brasileira; a arte indígena. O Brasil visto pelo olhar dos artistas viajantes estrangeiros.
  • Introdução ao Barroco. A arquitetura das igrejas em Salvador e no Rio de Janeiro. A escultura de Mestre Valentim no Rio de Janeiro.
  • Barroco e Rococó em Minas. Arquitetura, escultura e talha de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. A pintura de Manoel da Costa Ataíde.
  • A Missão Artística Francesa e os primeiros anos da Academia Imperial de Belas-Artes. Jean-Baptiste Debret e a “Viagem pitoresca e histórica ao Brasil”
  • Os anos do apogeu da Academia. As pinturas de batalhas e de temas históricos. As obras de Victor Meirelles e Pedro Américo.
  • O homem, o campo e a cidade: novos temas na pintura acadêmica no final do século XIX e início do XX. A obra de Almeida Júnior, Eliseu Visconti e Antônio Parreiras.
  • O modernismo. A “semana de Arte Moderna” e as obras dos modernistas na década de 1920. As obras de Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Victor Brecheret e Tarsila do Amaral.
  • A difusão do modernismo 1930-50. A obra de Portinari, Guignard, Flávio de Carvalho. A gravura e a obra de Oswaldo Goeldi.
  • Panorama da arquitetura, 1840-1960. As obras de Oscar Niemeyer. Brasilia.
  • A emergência da arte abstrata. As Bienais e os surgimentos dos museus de arte moderna e do Masp. Arte concretista no Rio e em São Paulo. Outras tendências da arte abstrata. A obra de Alfredo Volpi.
  • Novas propostas nas décadas de 1960-70. O Neoconcretismo. A influência da Pop Art e da arte conceitual. A obra de Hélio Oiticica, Lygia Clark, Cildo Meireles.
  • Panorama recente: 1980-2010. O retorno da pintura nos anos 1980. As obras de Tunga, Beatriz Milhazes, Adriana Varejão e Vik Muniz.
Programa

Acredita na arte como uma manifestação do pensamento, e como tal, exige do artista uma formação mais abrangente possível. Formou-se em Artes Visuais na Unicamp em 2007 onde estudou desenho, pintura, fotografia, gravura, história da arte e pratica sobretudo pintura à óleo e guache, sendo um boa parte de seus melhores trabalhos constituída de retratos, seu gênero favorito. Suas áreas de interesse hoje são pintura, desenho, arquitetura, cinema e história, além de ser fanático por futebol e séries de TV.

Professor Filipe Masiero

"Nossa missão é desmitificar a arte, tornando-a uma ferramenta básica para o crescimento psicológico, social e profissional do ser humano."

Está localizada no Cambuí, próximo a prefeitura de Campinas, comemora 20 anos no mercado com os melhores profissionais. Com cursos apostilados e um programa atual e exclusivo de ensino, tem uma grande preocupação em estar sempre melhorando a estrutura, equipe e método de ensino. A escola conta com uma estrutura diferenciada, com salas de aula amplas e climatizadas, sala de estudos, sala exclusiva para crianças, ateliê, sala de vídeo aula e uma grande área de jardim para convívio e aulas externas.

Sobre a Pandora Escola de Arte

19 3234-4443

Rua Joaquim Novaes, 146 - Cambuí - Campinas /SP